Cuidados com a saúde mental é a pauta da programação “Janeiro Branco”

17.01.2020

Depressão e ansiedade talvez sejam as doenças mentais mais conhecidas. Mas há outras que preocupam os profissionais de saúde e merecem, cada vez mais, atenção, como transtornos alimentares, estresse pós-traumático e transtorno obsessivo compulsivo.

Para chamar a atenção da sociedade sobre a importância dos cuidados com a saúde mental, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) deu iniciou, nesta quarta-feira, 15, à programação alusiva à campanha nacional “Janeiro Branco”, que faz esse alerta social.

A cerimônia de abertura foi na sede do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas da Sesma (Caps AD), localizado no bairro de Nazaré. Cerca de 20 usuários participaram dessa primeira atividade, que incluiu encontro terapêutico em grupo, palestra e momento de compartilhamento de experiências, como a de Antônio do Socorro Leite da Silva, que iniciou o seu tratamento com a equipe do Consultório na Rua e, atualmente, faz o acompanhamento no Caps AD. A melhora é evidente.

“O Caps está sendo uma bênção na minha vida. Se depender de mim, nunca irei faltar. Vou ficar fazendo meu tratamento por aqui, vou na minha consulta, mostro todos os exames pro médico, que me orienta, e estou tomando os remédios, tudo direitinho”, destaca o usuário.

Tratamento - Para a psicóloga da Referência Técnica de Saúde Mental, Yasmin Brito, histórias de pacientes como a do Antônio são reflexo de uma rede que hoje oferece tratamento em 27 Unidades Municipais de Saúde para transtornos de leve a moderado.

Os casos mais graves e persistentes são atendidos por quatro Caps municipais e cinco estaduais. “Todos que procuram o serviço são acolhidos de acordo com a avaliação da equipe multiprofissional e iniciam seu projeto terapêutico. Procuramos oferecer saúde mental para as pessoas que estão em sofrimento psíquico, portanto, todos os tipos de transtornos podem ser tratados. Não existe restrição”, destaca Yasmin.

A técnica acrescenta que qualquer pessoa que precise ser escutado, que perceba que o sofrimento psíquico está afetando a sua vida, o impede de trabalhar e até de cuidar da própria higiene, deve buscar ajuda profissional. “Temos cuidado para não confundir o sofrimento que faz parte da vida, como solidão, tristeza e sentimento de vazio”, ressaltou Yasmin.

Dificuldades – Outro paciente, Paulo Henrique de Oliveira Costa, está conseguindo superar a dependência de álcool e outras drogas. Ele enfrentou dificuldades para iniciar o tratamento, mas está no Caps, e diz que tem melhorado a sua condição de saúde mental e física. “A melhor solução veio aqui por meio do Caps, da equipe multidisplinar e da redução de danos. Isso tem me dado uma qualidade de vida muito melhor. Já consegui dar prosseguimento na minha vida fora”, contou Paulo Henrique.

Janeiro Branco - No Caps AD, a abertura da programação do “Janeiro Branco” coincidiu com o início das atividades coletivas de 2020 no Centro. “Nossas atividade serão com esta temática e englobarão momentos de relaxamento meditação, psicologia, observando a particularidade de cada usuário. Cada grupo envolve de 15 a 20 participantes”, informou Angélica Elmescany, gerente do Caps AD, que atualmente atende a cerca de oito novos usuários por dia.

A programação do “Janeiro Branco” segue com atividades durante todo este mês. “É uma campanha que já existe há alguns anos, com intuito de fazer a sociedade entender a importância de discutirmos a saúde mental, por meio do cuidado diário das nossas relações, da nossa saúde como um todo. Preparamos uma série de atividades nos quatro CAPS do município. Cada um terá o seu Dia D, e terá uma grande programação no dia 26 de janeiro, na praça da República, com atividades como roda de conversa, meditação, tai chi chuan e muito mais. O evento é aberto ao público”, explicou Yasmin.

Texto:

Paula Barbosa
Please reload

Destaques

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Rua dos Mundurucus, 1482 - Batista Campos, CEP: 66033-716, Belém, Pará. 

Telefones: Financeiro: (91) 3323 5043 / Coordenação de Projeto: (91) 3323 5033 e 3323 5084 / Orçamentos e Logística: (91) 3323 5020​

© Orgulhosamente criado para a Abradesa desde 2015.